A Palavra de Deus Revelada ao homem.

Meu maior inimigo. Carne x espírito.

Meu maior inimigo. Carne x espírito.

carne x espírito

Quem é o meu maior inimigo?

Vivo em mundo físico e espiritual, há fatos, momentos e acontecimentos que, refletem diretamente na minha vida natural. O maior perigo, a maior desgraça é se separar do amor de Deus, perder a salvação, parar de congregar.

Sofro ás vezes quedas, lutas e até fracassos, na caminhada cristã. O crente tem alguns inimigos, mas quero meditar sobre quem é meu maior inimigo.

Inimigo é uma pessoa ou um ser que quer o seu mal, que provoca sua queda, que busca sua derrota e pode provocar a nossa derrota nesta batalha espiritual que estamos atravessando.

O primeiro inimigo que temos ao tentar ingressar na igreja é o Diabo. Este primeiro inimigo é o inimigo da humanidade desde o Éden, é o primeiro inimigo a aparecer na bíblia. Quem define satanás como nosso inimigo não sou eu, mas a Santa Escritura. "O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada Diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lançados à terra. Apocalipse 12:9"

Quem o chama de nosso adversário é o apóstolo Pedro. "Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar. (I São Pedro 5, 8)"

O próprio nome de Satanás  A palavra שָטָן (significando [adversário]) assim como o árabe الشيطان (shaitan), derivam da raiz semítica šṭn, significando ser hostil..[1]O Tanakh utiliza a palavra שָטָן para se referir a adversários ou opositores no sentido geral assim como opositores espirituais. É o inimigo natural do crente, pai da mentira. "Quando diz a mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. (São João 8, 44) "

Não temos como negar que, satanás provoca lutas na vida do crente, provoca enfermidades, desânimo, e uma infinidade de situações que eu poderia enumerar.

Mas digo que satanás não é o nosso maior inimigo, apesar de ser um poderoso inimigo. Sataná é um grande inimigo mas derrotado por isso eu não vejo este anjo caído como principal preocupação da caminhada cristã. Satanás é nosso inimigo natural, mas quanto a isso não podemos nos desesperar, pois Jesus veio para uma coisa só. "Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.1 João 3:8"

Satanás não é o nosso maior inimigo, pois é fácil vencê-lo  , a Bíblia nos ensina como vencer este grande inimigo do cristão. "Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.Tiago 4:7"

 Muito crente tem até medo do diabo, mas Tiago nos fala com autoridade divina, basta se sujeitar á vontade de Deus e resistir ao diabo e é ele que tem que fugir de nós não nós que fugiremos com medo do diabo. Ele é que tem que ter medo de ti, se você é submisso a Deus.

Satanás é um inimigo, mas um inimigo derrotado pelo Senhor, por isto já o Senhor nos avisa. " Quanto à vossa obediência, é ela conhecida de todos. Comprazo-me, pois, em vós; e quero que sejais sábios no bem, mas simples no mal.E o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém.Romanos 16:20" Se formos obedientes Jesus esmagará ao nosso adversário debaixo dos nossos pés.

Jesus enviou 70 discípulos a pregar o Evangelho, ao regressar, os 70 tinham uma alegria no rosto, pela vitória na sua missão. Primeiro pelas curas, mas as curas não eram algo novo, visto que muitos profetas do Antigo Testamento as realizaram, até ressurreição dos mortos. A grande novidade foi: “Lc 10. 17 Voltaram depois os setenta com alegria, dizendo: Senhor, em teu nome, até os demônios se nos submetem”. Além das curas, dos milagres, os 70 se alegraram, pois “até” os demônios se submeteram a autoridade do nome de Jesus. Houve uma resistência do príncipe das trevas, mas os soldados de Cristo obtiveram vitória.

 

                    Então Cristo ao ouvir isto, se lembra de quando no céu houve uma revolta semelhante a esta. Satanás e seus anjos se rebelaram contra Deus, e Jesus estava lá muito antes de criação do mundo e acompanhou esta batalha no céu. “Lc 10.18 Respondeu-lhes ele: Eu via Satanás, como raio, cair do céu”.

Então Jesus revela: “Lc 10. 19 Eis que vos dei autoridade para pisar serpentes e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; e nada vos fará dano algum”. Jesus havia dado poder para os discípulos finalmente pisar as serpentes e escorpiões e todo poder do maligno, sem sofrer dano. Era a maior demonstração de poder já realizada por um mortal.

     Finalmente, o diabo tinha que se dobrar para a criatura de Deus. Por milênios, o diabo escravizou o homem, imagem do Deus,  que ele não pode escravizar, era uma maneira de o adversário  atacar a Deus, atacando a sua criatura mais querida.E  agora finalmente, o homem, imagem de Cristo, estava subjugando o diabo, estava chegando o Reino de Deus, aquele Deus que vencera o diabo muitos anos atrás, tinha agora dado o mesmo poder do alto, para novamente subjugar o maligno.

Jesus nos deu uma palavra de ousadia, nos assegurou que a igreja ia investir contra o inferno, num ato de avanço contra as muralhas do inferno em busca de almas. As portas do inferno não podem deter a igreja, isto nos fala de uma igreja ativa que luta que invade. Jesus não disse que a igreja ia suportar a afrontas do inferno, mas sim que o inferno não vai resistir."Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; Mt 16,18"

Não aceite as obras do diabo na sua vida, não pense que és fraco, tenha fé que Jesus venceu o maligno e nós, salvos em Cristo vencemos com ele. Viva uma vida de santidade, não deis ligar ao diabo. "Ef. 4;27, e não deis lugar ao Diabo."

 

O segundo inimigo do crente é o outro crente que congrega com ele, mas não é o maior inimigo, e sim um amigo que não entendeu o chamado do evangelho.

Jesus lutou tanto contra satanás, como contra seus compatriotas religiosos, o evangelho de João relata as grandes lutas que Jesus teve contra aqueles que eram seus irmãos, criam no mesmo Deus, congregavam na mesma sinagoga.

 Estes maldisseram Jesus "Os judeus lhe responderam: "Não estamos certos em dizer que você é samaritano e está endemoninhado?" João8; 48"

Tentaram matar Jesus o pegando na sinagoga onde havia pregado para os seu irmão na fé. "E todos, na sinagoga, ouvindo estas coisas, se encheram de ira. E, levantando-se, o expulsaram da cidade, e o levaram até ao cume do monte em que a cidade deles estava edificada, para dali o precipitarem. Lucas 24;28 "

Jesus foi acusado de falso messias, de pecador de beberrão, de endemoniado, não por estranhos ou por estrangeiros, ou pelos romanos, até acho que seria normal se os samaritanos odiassem a Jesus. Mas a maior e mais feroz resistência veio do meio dos seus amigos, compatriotas, religiosos, israelitas.

No antigo testamento o maior problema de Moisés foi o povo, seus irmãos, e ovelhas se levantaram contra ele. “E falaram Miriã e Arão contra Moisés, por causa da mulher cuxita” (Nm 12:1)

 

Após a subida de Jesus aos céus, a igreja passou por problemas entre irmãos. "“Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloe que há contendas entre vós” I Co 1.11"

Entre os doze havia problemas de relacionamento. Judas foi o traidor, e os irmãos filhos de Zebedeu queriam ser mais do que os outros. “E ele diz-lhe: Que queres? Ela respondeu: Dize que estes meus dois filhos se assentem, um à tua direita e outro à tua esquerda, no teu reino. E, quando os dez ouviram isto, indignaram-se contra os dois irmãos. Mt 20 ;21"

Infelizmente Jesus avisou que haveria no futuro problemas de relacionamento na igreja. "Um irmão entregará à morte seu irmão, e o pai ao filho, e os filhos se rebelarão contra seus pais e lhes causarão a morte. Mt 10;21"

Mas apesar disto, estes não são nossos maiores inimigos, pois Deus prometeu nos dar livramento deles, e nos ensinou a amar nossos irmãos. "Amados, jamais procurai vingar-vos a vós mesmos, mas entregai a ira a Deus, pois está escrito: “Minha é a vingança!" Eu retribuirei”, declarou o Senhor. Ao contrário: “Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porquanto agindo assim amontoarás brasas vivas sobre a cabeça dele. Rm 12;19 "

Devemos crer que Deus dá livramento de todos os nossos inimigos, e Jesus nos manda suportar e amar os que nos pespeguem. Deus assume a nossa causa se deixarmos. " Mas se escutares fielmente a sua voz e fizeres o que te disser, então serei inimigo dos teus inimigos e adversário dos teus adversários. O meu Anjo irá adiante de ti, e te fará chegar à terra dos amorreus, dos hititas, dos ferezeus, e Eu os exterminarei...  Ex 23;22"

O terceiro inimigo que hoje quero mencionar é mais terrível, mais perigoso. Este inimigo nos conhece a mais que todos, não nos deixa em nenhum momento do dia ou da noite em todos os dias da nossa vida.

Este inimigo, é o único capaz de nos parar, não é o diabo ou as ações dos nossos irmãos, mas quero dizer este inimigo somos nós mesmos, ou seja, a nossa velha natureza, o velho homem, ou o homem interior.

Começo dizendo que nada pode quebrar a nossa comunhão com Deus, nem o diabo, nem os inimigos que congregam conosco, nem enfermidades nem perseguições. "Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. Rm 8 ;38"

O apóstolo Paulo, que afirma aos romanos que nada pode nos separar do amor de Cristo, ele passou por todo tipo de lutas e perseguições, que os cristãos modernos no Brasil talvez nunca passem. "2Co 11:24 .São ministros de Cristo? falo como fora de mim, eu ainda mais; em trabalhos muito mais, muito mais em prisões, em açoites sem medida, em mortes muitas vezes.Dos judeus cinco vezes recebi quarenta açoites menos um, três vezes fui açoitado com varas, uma vez apedrejado, três vezes naufraguei, um dia e uma noite passei no abismo; muitas vezes estive em jornadas, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos da minha raça, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos na solidão, em perigos no mar, em perigos entre falsos irmãos; em trabalho e fadiga, em vigílias muitas vezes, com fome e sede, em jejuns muitas vezes, em frio e nudez; além das coisas exteriores, há o que pesa sobre mim diariamente, o cuidado de todas as igrejas."

 No fim da vida após suportar tudo que um homem pode suportar ele ainda estava perto do Senhor. Vejo em nossos dias crentes ( falsos crentes) que se afastam de Cristo por qualquer luta que o diabo coloca em seu caminho, ou por qualquer ofensa  que um irmão lhe diga. Falta vergonha na cara, falta temor e respeito pela obra de Cristo na cruz.

Porque os crentes de hoje deixam o caminho por coisas tão pequenas?

Temos dentro nós duas naturezas a celestial e a pecaminosa. "Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Rm 7;22"

Paulo deixa este relato humano de um homem que lutava contra o seu desejo carnal não obedecer aos mandamentos do Senhor. Ela sabia o que era certo e o que devia fazer mas encontrava resistência em seus membros, na sua carne na sua natureza humana. Sentia-se em luta não contra o diabo vencida na cruz, não contra seus irmãos, mas contra o velho Saulo que tentava sufocar o novo Paulo que havia nascido.

Temos o velho homem que luta para nos fazer desistir. "Ef 4:23. a vos despir, no que diz respeito ao vosso procedimento anterior, do homem velho que se corrompe segundo as cobiças do engano, e a vos renovar no espírito da vossa mente, e a vos revestir do homem novo que segundo Deus foi criado em justiça e santidade da verdade."

Veja a minha e a tua situação, a nossa luta interior." Gal 5:16 Porém digo: Andai pelo Espírito, e não satisfareis a cobiça da carne. Pois a carne luta contra o Espírito e o Espírito contra a carne, porque estes são opostos um ao outro; de sorte que não façais as coisas que quereis.”.

Jesus enfrentou os três inimigos, diabo, irmão, seu desejo de parar.

Jesus enfrentou o diabo. "Lc 4:2 durante quarenta dias, sendo tentado pelo Diabo ...” O diabo não parou a Jesus.

Jesus foi afrontado pelos seus. "Lc 7:34  veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizeis: Eis aí um comilão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores." Seus irmãos não o pararam.

Jesus enfrentou a si mesmo. "Lc 22:42 Dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua. E apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia. E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão."

 A cena mais angustiante que Cristo passou ao pedir ao Pai para evitar ser crucificado se fora possível. Jesus sabia o que tinha que passar, mas posto em agonia sentiu um desejo de não passar o sofrimento que estava proposto. A resposta de Deus para seu pedido foi o conforto de um anjo.  Jesus teria que enfrentar a cruz de forma espontânea escolheu cumprir a vontade do Espírito e não da carne. Jesus escolheu ser obediente e não fazer a vontade do seu homem natural. "Fp 2:5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz."

A luta mais dramática do Senhor foi contra si mesmo, foi interna.

Somos desafiados combater os nossos desejos da mesma forma. "Heb 12:2 Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado."

Existe uma parábola, onde cada homem tem dentro de si dois leões que lutam ferozmente para tomar o controle do território (nossas almas), a resposta sobre qual vencerá? Certamente o melhor alimentado o melhor treinado vencerá. Se alimentarmos a carne, o velho homem vencerá, se alimentarmos o espírito o novo homem interior prevalecerá.

Se alimentarmos nosso leão interior carnal com coisas do mundo secular com, musica mundana com conversas inconvenientes com coisas más diante dos olhos certamente nós nos desviaremos do caminho. " Tg  4:4 Adúlteros, não sabeis que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo, constitui-se inimigo de Deus. "

Se alimentarmos o espírito, ouvindo mais louvores do que vendo TV, lendo mais a Bíblia, orando mais do que maldizendo, bancando as coisas do alto então nosso novo homem interior se fortalecerá, e nós venceremos a nossa maior luta a luta interior contra a velha natureza. " Col 3:1 Se, portanto, fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá de cima, onde Cristo está, sentado à destra de Deus;"

 

"Ef 4:27 nem deis lugar ao Diabo .” O diabo só entra na minha vida se eu deixar!!!

"Ef 4:30 Não entristeçais ao Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção." O espírito santo só me deixa se eu quiser !!!!

Desde a origem do homem, o fazer o certo ou o errado está dentro do homem, por isso devemos escolher  por vontade própria. O homem tem desejos contrários á vontade do Pai, cabe a nós controlar nossos impulsos para então ser aceitos. Caim foi advertido antes de errar, Deus não fala que ele está demonizado, mas deixa claro que ele tem que subjugar sua ira. "Gen 4:7 Porventura se procederes bem, não terás levantado o teu semblante? e, se não procederes bem, o pecado jaz à porta; a ti será o seu desejo, mas tu dominarás sobre ele."

O pecado está á porta, está ao alcance de todos, os nossos desejos como bem falou Paulo estão contra nós, por isto cabe a nós dominar. Por isto uma parte do fruto do espírito é domínio próprio. Domínio que o homem espiritual deve demonstrar pela sua comunhão com pai. "Gal 5:22  Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade.  Gal 5:23  a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei. "

Vamos orar mais, ler mais a Palavra, ouvir mais louvores espirituais, assim não teremos dificuldade de subjugar a velha natureza adâmica. Vamos alimentar mais o espírito e não cumprir as vontades da carne.

 A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém.                        Pb. Nelson Quadros.   01/2016